Inspirado para a realidade perfeita


Nunca um fragmento de segundo é igual, como digital do dedo. As diferenças são notadas com tempo. Quando o corpo não corresponde. A mente mais perceptiva releva ofensas antes intoleráveis. A maturidade com envelhecimento conclui o pensamento primeiro.

Nada mais importa. Seus sonhos estão mais próximos da eternidade. Já não mais levitam ao alcance de ser realizados. Resta aguardar a realidade pavimentada ao longo do tempo. O prazer é apenas obrigação, não mais um desejo buscado e viciante.

A semelhança de realidades não implica em igualdade de espaço e vida. As dores também se distinguem entre tantas sentidas do ventre ao túmulo. Por isso, filósofos ousaram separar relativismo do absolutismo. Abaixo da atmosfera, relativo. Acima, absoluto.

Os olhos são denunciadores. O que se vê torna parte de você. Imagina, neste mundo cruel o que se é então! Navegando em bolhas de dúvidas, ser cego é uma virtude para poucos. Os cincos sentidos forçam a existência de um sexto: a fé.

As palavras jamais chegarão ao ideal de expressão em paralelo com a mente criativa. A imaginação poupa a humanidade da realidade instintiva, selvagem. Ainda assim, não nos livra da loucura parcial, inerente aos racionais, aos nascidos do pó.

Chega um triste dia de compreender a realidade, sem mais direito a sonhar. Tudo passou. Aconteceu. Chama-se, isto, de passado. Tem quem não chega a tanto, morre antes ou enlouquece plenamente. A este ponto, realismo e surrealismo se reencontram.

Só quando se controlar a fonte dos pensamentos, o ser terá paz de espírito. Não será traído. Não terá sentimento de culpa. Não será surpreendido. Quando isto for possível, o homem será autor de sua obra, responsável, plenamente, pelos seus atos, sem punição pelo destino.

Publicado por

Jackson Rangel

Jackson Rangel Vieira, brasileiro, natural de Guaçui, Espírito Santo, com raiz em Cachoeiro de Itapemirim. Jornalista, nascido em 1963, combativo, responsável por produção de notícias e artigos. Analista político. Evangelista. Advogado, casado com Cristiane Feu Rangel Vieira. Dois filhos: Jackson Rangel Vieira Júnior e Nayara Tristão Vieira. A Bíblia é sua regra de conduta e fé.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.