Jornalista cala diretor de autarquia de Cachoeiro-ES em audiência pública


 

O jornalista Jackson Rangel, da Editora Leia, participou da audiência pública realizada pela Câmara Municipal de Cachoeiro de Itapemirim e questionou a reputação moral do diretor-presidente da Agência Reguladora de Água e Esgoto do Município, Luiz Carlos de Olivieira.

A participação popular se devia ao debate sobre a prorrogação do mandato do diretor, ultrapassando em dois anos ao do atual prefeito Carlos Casteglione (PT) e ampliano os poderes da denominada Agersa, em estruta de Secretaria, ao custo de r$ 50 mil mensais na criação de mais cargos.

O presidente da Agersa se recusou a responder se era presidente do Sindicato de Saúde do sul do ES e se era , ainda, funcionário da Santa Casa de Misericórdia. A intenção do jonrnalista ao questionar o diretor era para mostrar , além de acúmulo de funções, que o projeto de superpoderes para aquele órgão era imoral e objetiva fazer caixa dois para campanha eleitoral de 2012.

Os representantes do MInistério Público e da OAB também consideraram obscuros o projeto de ampliação de poder da Agersa e da prorrogação do mandato do diretor!

Publicado por

Jackson Rangel

Jackson Rangel Vieira, brasileiro, natural de Guaçui, Espírito Santo, com raiz em Cachoeiro de Itapemirim. Jornalista, nascido em 1963, combativo, responsável por produção de notícias e artigos. Analista político. Evangelista. Advogado, casado com Cristiane Feu Rangel Vieira. Dois filhos: Jackson Rangel Vieira Júnior e Nayara Tristão Vieira. A Bíblia é sua regra de conduta e fé.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.