Carta Aberta Ao Prefeito Carlos Casteglione (PT)


*Por Jackson Rangel Vieira

Senhor prefeito de minha cidade, Cachoeiro de Itapemirim-ES,

Como, verdadeiramente dito, nos programas eleitorais gratuitos de televisão, Vossa Excelência confessou que não foi possível fazer muito e que precisava de segunda oportunidade para, talvez, cumprir as promessas de colocar o Municipio no ciclo histórico do avanço, creia-se, em todas as áreas das atividades humanas;

Tem-se, para tanto, não cometer erros do passado, como apadrinhar assessores e companheiros de partido mesmo maculados por práticas escusas de improbidade, com prejuízos imensuráveis aos cofres públicos. Agir como estadista e com austeridade em homenagem ao contribuinte;

De fato, nada de extraordinário aconteceu no primeiro mandato. A culpa externada por Vossa Excelência foi de gestões anteriores e das chuvas torrenciais de verão. O eleitorado aceitou a argumentação e renovou a procuração pelo instituto da reeleição. É de lembrar que o segundo mandato costuma ser mais difícil do que o primeiro, com exceções;

A população, depois desta eleição plebiscitária, será mais exigente com Vossa Excelência, justamente porque ela proporcionou o corte no tempo, rompendo com tradições, esperando o milagroso novo. A vida é cíclica! Excelência, diminua eventos de entretenimento com tendas e volte-se com estes recursos em investimento na periferia com o PAC ou que não seja criado;

Não tenha alma pequena quanto ao hospital materno infantil do Aquidabam. A vergonha de passar por tantas administrações não anula a beneficência do Hospital Infantil que dou o terreno. A direção não fez negócio para ser ressarcido e mudar a finalidade do nosocômio. E sabe-se, que os cachoeirenses não possuem hospital referência para as crianças daqui (Cachoeiro) e sul do Estado;

Dê um basta na relação incestuosa entre o Poder Executivo e Legislativo, em que se estabeleceu balcão de negócios. Cada um no seu lugar. Recusa-se a barganhar votação com cargos ligados aos legisladores. Moralize esta relação que deveria ser independente e harmônica. Não se deixe intimidar com ameaças de alguns que se elegem só para se locupletar do bem público;

Excelência revolucione! Amigo, amigo, Prefeitura à parte. Monte um corpo técnico e, claro, sério, para Cachoeiro Avançar Mais. Tente um caminho diferente do primeiro, sem buscar o atalho da malversação, mas a retidão que todos esperam do homem público.

De novo, o cajado discricionário está com Vossa Excelência! A esperança nos empurra para confiar. E o tempo dirá!

*Jackson Rangel Vieira, jornalista da Editora LEIA e presidente do Partido Progressista (PP)

Publicado por

Jackson Rangel

Jackson Rangel Vieira, brasileiro, natural de Guaçui, Espírito Santo, com raiz em Cachoeiro de Itapemirim. Jornalista, nascido em 1963, combativo, responsável por produção de notícias e artigos. Analista político. Evangelista. Advogado, casado com Cristiane Feu Rangel Vieira. Dois filhos: Jackson Rangel Vieira Júnior e Nayara Tristão Vieira. A Bíblia é sua regra de conduta e fé.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.