A Gazeta é vítima da ignorância fascista


Jornal A Gazeta é vítima da ignorância

*Por Jackson Rangel Vieira

No sábado, ação proposta pelo candidato a prefeito de Vitória-ES para recolher os exemplares de A Tribuna de circulação e que recebeu acolhimento da Justiça Eleitoral, foi um atentado terrível contra a Liberdade de Expressão. Um dia antes, hackers, invadiram o jornal Século Diário, tirando-o do ar por quase 24 horas nas vésperas das eleições. E por último, no domingo (28), profissionais da Rede A Gazeta são agredidos por inimigos da Democracia em solodo do Comitê do prefeito de Vila Velha.

A Gazeta tinha todo direito, independente de sentimentos facciosos e partidários, de cumprir com sua missão de informar e da população de receber a informação para cotejo livre entre outras notícias. Este massacre, sem mortes, graças a Deus, feriu gravemente pessoas e a liberdade de ir e vir, além, óbvio, da liberdade de expressão, justamente no dia em eu se pratica um dos mais importantes atos da cidadania: eleições.

É inconcebível que atos como os citados não recebam das autoridades competentes toda atenção necessária para preservar o bem maior conquistado a sangue, a liberdade. Nem a censura da Justiça, nem ataques de hackers a serviços de poderosos e nem a agressão física são compatíveis com a sociedade pós-modernista e tais crimes não podem ficar impunes jamais.

Os meios de comunicação produzem relevantes serviços à sociedade – ainda que cometam erros – e são responsáveis de colaborar com demais instituições para desvendar e solucionar problemas de alta complexidade social. A imprensa merece e exige respeito. É um dos órgãos de maior respeitabilidade e credibilidade entre  instituições, à frente da Justiça e da Igreja.

É abominável a agressão sofrida pelos profissionais de A Gazeta. Esta barbárie não pode se repetir, nem oriunda do Judiciário, nem vinda de anônimos e muito menos de apoiadores políticos de uma sigla de partido ou de seu líder. Em assuntos em comum, assim sendo, a Imprensa deve buscar se unir e lutar para preservação dos Direitos Universais e Constitucionais, protegendo-se do nefasto subliminar, ainda, do controle da Imprensa.

Solidariedade à Rede Gazeta e aos seus profissionais!

 *Jackson Rangel Vieira é jornalista e diretor da Editora LEIA

Publicado por

Jackson Rangel

Jackson Rangel Vieira, brasileiro, natural de Guaçui, Espírito Santo, com raiz em Cachoeiro de Itapemirim. Jornalista, nascido em 1963, combativo, responsável por produção de notícias e artigos. Analista político. Evangelista. Advogado, casado com Cristiane Feu Rangel Vieira. Dois filhos: Jackson Rangel Vieira Júnior e Nayara Tristão Vieira. A Bíblia é sua regra de conduta e fé.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.