Morte de Secretário de Itapemirim-ES não foi latrocínio a julgar pelas ameaças


cats.jpg
José Mauro Sales foi morto com cinco tiros dentro de sua casa em Itaóca

Ontem, dia 3, no final da noite, o gerente geral da Prefeitura de Itapemirim-ES, José Mauro Sales, foi assassinado brutalmente em sua residência, em Itaóca, na sua residência.

Este jornalista vinha escrevendo artigos sobre o medo que pairava sobre o Município desde o afastamento do prefeito Luciano de Paiva (PROS), defendo a a nova fase de paz e diálogo com o prefeito Thiago Peçanha (PSDB).

O assassinato com cinco tiros não aparenta ser latrocínio pela quantidade de disparos e pela ausência do ato de subtração de objetos e pertences de valor da vítima. Além do mais, alguns assessores vinham sendo ameaçados por telefone e até dentro da Prefeitura.

José Mauro Sales, dentro desse clima de ameaça no campo político por alguns membros da administração, após recusa – coincidência ou não da liminar para a volta de Luciano de Paiva – , a vítima deixou na sua rede social postagens sobre a possibilidade de sua morte.

Agora, aguardar celeridade das autoridades competentes para uma satisfação à sociedade ante um sacrificado pela violência mais vil e escabrosa me luta pelo poder, com uma bandidagem solta no mercado político daquela cidade.

Publicado por

Jackson Rangel

Jackson Rangel Vieira é Jornalista investigativo, analítico e opinativo no Espírito Santo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.