Câmara de Itapemirim-ES absolve prefeito “quadrilheiro” e quer afastar prefeito honesto. Coisa de doido!


A Câmara de Vereadores de Itapemirim-ES foi de uma esperteza fenomenal para usurpar o poder do prefeito Thiago Peçanha (PSDB). Hoje, 07, os vereadores abriram Comissão Processante de forma ilegal – até teria formas respaldadas – por conta de supostas infrações em distribuição de vale gás aprovada pelo próprio Legislativo. Coisa de doido e anulável!

A discrepância se distancia da intenção dolosa, quando a mesma Câmara arquiva todas as denúncias contra o prefeito afastado Luciano de Paiva (PROS), condenado por três vezes no TJES como formador de quadrilha. Há algo errado nesse processo que insulta a inteligência do povo fazendo o comparativo. Existe uma predisposição contra honestidade na cidade.

Eu nem vou mais adiante no texto. Percebi vários erros primários por falta de decisão do prefeito, mas foi demais a tocaia preparada pelos vereadores com interesses escusos e tão graves aos cometidos pelo prefeito afastado que tanto surribou o erário, em confirmação sentencial pelo Egrégio TJES. Um bom advogado anula essa sessão, pois o fato determinado está brocado e institucionalmente visível.

Captura de Tela (17)
Do pedido sem escrúpulo – PROS é do partido do prefeito Luciano de Paiva

Publicado por

Jackson Rangel

Jackson Rangel Vieira é Jornalista investigativo, analítico e opinativo no Espírito Santo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.