Casagrande pode fazer dobradinha com Majeski


28022015Majeski_Leo_07
Sérgio Majeski é a grande novidade no mercado político da atualidade no ES

Com a recusa do senador Ricardo Ferraço (PSDB) de fazer parte da chapa majoritária com Renato Casagrande (PSB), o deputado estadual Sérgio Majeski, hoje no PSDB, pode ser opção tanto para vice como para o senado em dobradinha com o socialista.

O parlamentar, professor, tende a se filiar no REDE ou no PV. Existem conversas em andamento. Só não houve, ainda, entendimento. Casagrande continua percorrendo os municípios do Estado e aguarda a aliança do seu partido na verticalização dos acordos.

Por enquanto, o cenário continua indefinido com probabilidades postas. Amaro Neto (SD) estaria cotado para ser vice do governador Paulo Hartung (PMDB), refreando o deputado para o caminho do Senado. Com isso, não atrapalharia a performance de Ricardo na Grande Vitória.

Ricardo continuaria seu caminho de reeleição ao lado de PH, enquanto Magno Malta(PR), o lobo solitário, estaria mais inclinado a ficar próximo de Casagrande. Majeski não fecha com o ex-governador por opção, mas por não ter saída no labirinto.

Publicado por

Jackson Rangel

Jackson Rangel Vieira, brasileiro, natural de Guaçui, Espírito Santo, com raiz em Cachoeiro de Itapemirim. Jornalista, nascido em 1963, combativo, responsável por produção de notícias e artigos. Analista político. Evangelista. Advogado, casado com Cristiane Feu Rangel Vieira. Dois filhos: Jackson Rangel Vieira Júnior e Nayara Tristão Vieira. A Bíblia é sua regra de conduta e fé.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.