Hartung faz política pequena e esconde que vai concluir e inaugurar obra de Casagrande por pirraça eleitoreira


ex-governador-renato-casagrande-psb-debate-a-crise-em-brasilia-e-no-ceara_620_
Casagrande faz metade, deixa dinheiro e caixa, e Hartung usurpa descaradamente

O governador Paulo Hartung (PMDB) estará amanhã, dia 27, 14h00, para visitar as obras de duplicação entre Cachoeiro de Itapemirim, bairro BNH, e o distrito de Coutinho – 482, orçada, licitada e metade construída pelo seu antecessor Renato Casagrande (PSB).

A política tacanha do peemedebista ruboriza até o maior ignorante político. Casagrande deixou a obra pela metade no final do seu mandato, orçada em R$ 44 milhões. Hartung  deveria concluí-la em 2015. Maldosamente, postergou até agora para tirar o mérito do socialista.

Agora, a pretexto de vistoria da obra – sem dizer que é de autoria de seu antecessor -, casuisticamente, no ano eleitoral, anuncia que vai concluí-la, enganando correligionários menos esclarecidos de como se faz para gozar com a glande do outro ( expressão do autor do artigo), sem nenhum pudor.

 

Publicado por

Jackson Rangel

Jackson Rangel Vieira, brasileiro, natural de Guaçui, Espírito Santo, com raiz em Cachoeiro de Itapemirim. Jornalista, nascido em 1963, combativo, responsável por produção de notícias e artigos. Analista político. Evangelista. Advogado, casado com Cristiane Feu Rangel Vieira. Dois filhos: Jackson Rangel Vieira Júnior e Nayara Tristão Vieira. A Bíblia é sua regra de conduta e fé.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.