Esquema: emissora de rádio ganha fortuna no litoral para esquema político


Radio

A emissora de rádio Litorânea FM – Marataízes não vem só conquistando audiência na região litoral do sul do Espírito Santo. Por alguns anos monopoliza na captação de fortunas em verbas públicas junto aos prefeitos dos balneários.

O esquema é simples. As Prefeituras não licitam agências de publicidade para deixar em aberto a destinação de verbas e sua manipulação para interesses políticos, principalmente. São os casos dos Municípios de Itapemirim e Marataízes.

A única Prefeitura em que a os donos não conseguiram pressionar para contratos extravagantes foi a de Presidente Kennedy-ES que atua com Agência de Publicidade. Além do mais, não tiveram êxito em peitar o Secretário de Governo, José Augusto.

Só para este ano, com descriminação dirigida em pregão “presencial”, a Rádio MARATAÍZES LTDA, razão social, com escritório na cidade, mas os proprietários são de Campos, com ligações à plataforma de Antônio Garotinho.

Vejam a ostentação da verba destinada pela Prefeitura de Marataízes, quase R$ 800 mil para 2018, sem contar Itapemirim. Documentos abaixo:

certo 1certo 2

 

Publicado por

Jackson Rangel

Jackson Rangel Vieira, brasileiro, natural de Guaçui, Espírito Santo, com raiz em Cachoeiro de Itapemirim. Jornalista, nascido em 1963, combativo, responsável por produção de notícias e artigos. Analista político. Evangelista. Advogado, casado com Cristiane Feu Rangel Vieira. Dois filhos: Jackson Rangel Vieira Júnior e Nayara Tristão Vieira. A Bíblia é sua regra de conduta e fé.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.