No edital seletivo de Saúde de Vargem Alta contratam “castrado” e “cínico”geral

analfabetismo

Dois erros ortográficos que produziram palavras diferentes das propostas deu cunho de chacota e virilizou nas redes sociais. Trata-se do edital seletivo de Saúde de Vargem Alta-ES em que na primeira parte registra a necessidade de contratar médicos “castrados” – deveria ser cadastrados – da “reserva”.

O mais engraçado foi o segundo erro ortográfico que apontou a contratação do profissional “cínico geral”, em vez de clínico geral. Certamente, o construtor do texto deve ser um “analfabeto funcional”. Na pior das hipóteses, um servidor mal intencionado, com objetivo doloso.

Provavelmente, na feitura deste artigo, já deverá ter retificado os erros. Espera-se.

Confira os erros no edital:

erros ortografia

 

Vidigal oficializa novo diretório do PDT de Cachoeiro com DR. Beto presidente

19149363_105944650022452_9119739863340502894_n
Doutor Beto foi oficializado o novo presidente do PDT de Cachoeiro-ES

O presidente estadual do PDT, deputado federal Sérgio Vidigal (PDT) oficializa os novos membros do Diretório do Partido Democrático Trabalhista em Cachoeiro de Itapemirim-ES. O novo presidente é o médico LUIZ ROBERTO DA SILVA, conhecido como Dr. Beto, que já foi vereador no Município.

O vice-presidente é o vereador Diogo Lube. Conhece os membros aprovados pela Estadual do PDT

Membro Cargo Exercício / Situação
LUCIANO PAULO PECINI SEGUNDO VICE-PRESIDENTE 20/02/2018 – 20/05/2018 / Ativo
ELIO CARLOS SILVA DE MIRANDA SECRETÁRIO-GERAL 20/02/2018 – 20/05/2018 / Ativo
MIRELLA GOMES VILELA ALVES SECRETÁRIA-ADJUNTO 20/02/2018 – 20/05/2018 / Ativo
FERNANDO SANTOS MOURA TESOUREIRO 20/02/2018 – 20/05/2018 / Ativo
VÂNIA SUELI LIMA SANTOS TESOUREIRA-ADJUNTA 20/02/2018 – 20/05/2018 / Ativo
JOSE ROBERTO DA COSTA ALVES SECRETÁRIO (A) DE ASSUNTOS DE ORGANIZAÇÃO 20/02/2018 – 20/05/2018 / Ativo
MARCO AURÉLIO BORGES COSTA SECRETÁRIO (A) DE COMUNICAÇÃO 20/02/2018 – 20/05/2018 / Ativo
SILVANA DA SILVA PONTES SECRETÁRIO (A) DE ASSUNTOS DA MULHER 20/02/2018 – 20/05/2018 / Ativo
REGINA C. C. MONTEIRO SECRETÁRIO (A) DE POLÍTICAS DAS MULHERES 20/02/2018 – 20/05/2018 / Ativo
LUIZ ROBERTO DA SILVA PRESIDENTE MUNICIPAL 20/02/2018 – 20/05/2018 / Ativo
DIOGO PEREIRA LUBE VICE-PRESIDENTE MUNICIPAL 20/02/2018 – 20/05/2018 / Ativo

Polícia apreende bens de ex-prefeito Luciano Pereira por ordem da Justiça

ex-prefeito-luciano-pereira-1

Medida autoriza que policiais arrombem casa de Luciano Pereira caso ele não colabore

deverá entregar à justiça uma série de bens em sua propriedade para a quitação de dívidas com a justiça.

Avaliados em mais de R$ 140 mil, os itens do ex-prefeito condenado por improbidade administrativa variam entre móveis de sua casa e um carro de luxo que, sozinho, pode custar cerca de R$ 127 mil.

A decisão foi proferida pelo Juízo da 1° vara cível de Barra de São Francisco, que determina inclusive o uso de força policial para garantir sua execução.

“Fica desde logo autorizada a autorização de arrombamento, inclusive com utilização de força policial, caso a parte executada obstaculize o cumprimento da medida”, explica o documento publicado no último dia 19, segunda-feira.

Luciano Pereira foi condenado ao ser constatado o mau uso de verbas públicas e até mesmo desvio de recursos provenientes do Fundeb, Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação Básica, destinados às compra de merenda escolar.

ATUALIZAÇÃO:

Polícia apreende bens de ex-prefeito Luciano Pereira por ordem da Justiça
Dez policiais militares e uma oficial de Justiça executaram, na tarde desta terça-feira (20), a decisão do Juízo da 1ª Vara Cível de Barra de São Francisco, que determinou a penhora de bens do ex-prefeito Luciano Pereira (DEM) para fazer cumprir a condenação imposta pela Justiça por improbidade administrativa, pelo desvio de dinheiro da merenda escolar.

Foram apreendidos sofás, mesa de centro, sofá do papai, um automóvel Mercedes Benz GLK 220 e uma caminhonete SW Diesel ano 2013, veículos avaliados em R$ 127 mil, e os outros bens estimados pela própria Justiça em R$ 13.800,00, em mandado de penhora e avaliação nos autos de número 0004798-98.2011.8.008 (008.11.004798-5).

Na execução da sentença, o magistrado autorizou os policiais até mesmo a utilizar energia para seu cumprimento: “Fica desde logo autorizada a autorização de arrombamento, inclusive com utilização de força policial, caso a parte executada obstaculize o cumprimento da medida”.

Luciano Pereira foi condenado ao ser comprovada, durante o devido processo legal, a denúncia do Ministério Público o mau uso de verbas públicas e até mesmo desvio de recursos provenientes do Fundeb, Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação Básica, destinados à compra de merenda escolar, durante seu mandato de 2013 a 2016, quando perdeu, ao concorrer à reeleição, para o atual prefeito Alencar Marim (PT)

Renato Casagrande na vantagem em movimentação política de lideranças

Foto Casagrande
Casagrande é beneficiário das possíveis múltiplas candidaturas ao Governo do Estado

Na teoria do caos, sempre existe uma ordem. O ex-governador Renato Casagrande (PSB), mesmo não sendo mineiro, vem comendo quieto pela beiradas e sentido espiral. Todas as movimentações até agora, pré-convencionais, favorecem o socialista.

Com a saída do ícone do PSDB até bom tempo, Luiz Paulo, para o PPS; e a possível pré-candidatura ao Governo do Estado do prefeito tucano de Vila Velha, Max Filho, significa esvaziamento completo do partido, o que se chama de implosão partidária.

A outra mexida no tabuleiro eleitoral das eleições de 2016 que abalou as estruturas do Palácio Anchieta foi a decisão da senadora Rose de Freitas se lançar pré-candidata para desagrado do governador Paulo Hartung, ambo do mesmo partido, o MDB.

Alguns deputados, aos poucos, vem demonstrando ceticismo sobre o projeto do governador que está tendo muita dor de cabeça, sem mencionar o DEM com o seu arqui-inimigo, Theodorico Ferraço e esposa Norma Ayub, remando contra.

Outro fator que chama atenção é a indiferença ou invisibilidade do senador Ricardo Ferraço (PSDB) no grupo de PH. Tudo leva a crer que está esperando as águas de março para criar convicções. Ele já sofre da síndrome da traição “hartunguista” que investe no deputado Amaro Neto (PSD) para o Senado.

Além de tudo mencionado, existe um sentimento no mercado político de cunho sociológico. Muitos atores querem ter o prazer de se vingar do governador da maldades dele em momentos de impotência dos oprimidos pela sua política impositiva.

Enquanto isso, sem tantos quebra-molas, Casagrande circula pelo Estado dialogando com a sociedade.

TSE não acata agravo do MPE contra registros do Instituto LEIA de Pesquisa

690342-970x600-1

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) não deu provimento ao agravo do Ministério Público Eleitoral que pediu pesada multa à Editora LEIA por pesquisas realizadas em 2016 em alguns municípios e denunciadas como “fraudulentas” por concorrentes.

O colegiado do TSE, por unanimidade, entendeu que as pesquisas foram devidamente registradas e que por isso negava o pedido do MPE. Todas as pesquisas do Instituto LEIA foram devidamente registradas e obtiveram acerto de 100% nos resultados no sul do ES.

O Acórdão:

Data de Disponibilização: 15/02/2018
Data de Publicação: 16/02/2018
Jornal: Tribunais Superiores
Tribunal: TRIBUNAL SUPERIOR ELEITORAL
Vara: Coordenadoria de Acórdãos e Resoluções
Seção: DJ Seção Única
Página: 00062
Acórdão. PUBLICAÇÃO DE DECISÕES Nº 22/2018

AGRAVO REGIMENTAL NO RECURSO ESPECIAL ELEITORAL Nº 618-49. 2016.6.08.0002 CLASSE 32 CACHOEIRO DE
ITAPEMIRIM
ESPIRITO SANTO
Relator: Ministro Tarcisio Vieira de Carvalho Neto
Agravante: Ministerio Publico Eleitoral
Agravada: Editora Leia Tudo Ltda. ME
Advogado: JACKSON RANGEL VIEIRA OAB: 21212/ES
Agravado: Jornal Folha do Espirito Santo (Folha ES)
Ementa:
ELEICOES 2016. AGRAVO REGIMENTAL. RECURSO ESPECIAL. REPRESENTACAO. PESQUISA ELEITORAL. REGISTRADA. PEDIDO DE IMPOSICAO DE MULTA. ART. 33, § 3º, DA LEI Nº 9.504/97. NAO CABIMENTO. NOVA COMPOSICAO DO COLEGIADO.
INSUFICIENCIA PARA SUPERACAO DE PRECEDENTE FIRMADO POR MEIO DA TECNICA DO OVERRULING. DESPROVIMENTO.
1. Consoante ja decidiu esta Corte, “a multa prevista no § 3º do art. 33 da Lei n° 9.504197 somente incide se houver divulgacao de pesquisa nao registrada perante a Justica Eleitoral, o que nao se confunde com a hipotese de divulgacao de pesquisa registrada que e feita sem referencia a todas informacoes previstas no caput do dispositivo citado.” (AgR no REspe nº 361-41,
Rel. Min. Henrique Neves da Silva, DJe de 7.8.2014). Precedentes.
2. A alegacao de nova composicao do colegiado nao constitui argumento suficiente para demonstrar a necessidade de se fazer incidir a tecnica do overruling, a fim de promover a revisitacao das razoes que fundamentam os precedentes impugnados, com
novo pronunciamento deste Tribunal Superior sobre o tema.
3. Agravo regimental desprovido.
Acordam os ministros do Tribunal Superior Eleitoral, por unanimidade, em negar provimento ao agravo regimental, nos termos
do voto do relator.
Brasilia, 19 de dezembro de 2017.
Composicao: Ministros Gilmar Mendes (presidente), Luiz Fux, Rosa Weber, Napoleao Nunes Maia Filho, Jorge Mussi, Admar
Gonzaga e Tarcisio Vieira de Carvalho Neto.Vice-Procurador-Geral Eleitoral: Humberto Jacques de Medeiros.