O ventríloco Professor Jonathan


Professor Jonathan

O presidente do Sindicato dos Servidores Públicos de Cachoeiro de Itapemirim-ES (Sindimunicipal), que atende pelo alcunha de Professor Jonathan, é o ventrículo do Executivo, em nome do funcionalismo.

Deu pena de assistir o vídeo, ontem, 1, do professor ao lado do prefeito Victor Coelho (PSB), este solícito e educado, anunciando uma conquista de autoria exclusiva do Chefe do Executivo. O presidente do Sindimunicipal virou transmissor dos benefícios projetados pela equipe da Prefeitura.

Sem auto-crítica, zombado nos bastidores pela maioria da classe do funcionalismo e das instituições ligadas à ela, o também agente de trânsito fica igual “pinto no lixo” quando recebe informação privilegiada de alguma perspectiva de avanço da atual gestão em favor dos servidores.

Corre lá professor! Protocola mais reivindicações porque outros anúncios serão feitos pelo prefeito em favor do funcionalismo, em breve!

A nota de repúdio do padre

Padre Evaldo Ferreira

Em nome da Santa Casa de Misericórdia de Cachoeiro de Itapemirim-ES, a direção do hospital emitiu ontem (1) nota mal de repúdio mal escrita contra quem estivesse criticando nas redes sociais a gestão do nosocômio.

Prolixa e turva, sem conteúdo entendível, a carta longa e vazia, sem citar de onde vem o tiro, tenta proteger a imagem de mau gestor do padre Evaldo Ferreira, superintendente da Santa Casa. Ameaça até os internautas no formato medieval.

As críticas não mencionadas na nota, explicitamente, dizem respeito à incapacidade do padre de administrar o hospital que vive de aparente glamour e de sua tradição construída por verdadeiros gestores de outrora e precursores da medicina moderna no sul do Espírito Santo.

A gestão do padre é entreguista. Enquanto todos os hospitais de Cachoeiro-ES projetam novas sedes e ampliações com instalações modernas, a Santa Casa entra na caçamba do sucateamento, com pires na mão. Nota de Repúdio não muda estes fatos.