O ES, hoje, já está quebrado. Coronavírus vai salvá-lo


Espírito Santo, no momento, de pires na mão

O Espírito Santo, segundo o Instituto Jones Santos Neves, medidor da economia e logística do Estado, fechou 2019 com zero de crescimento. Uma queda de 13% na produção industrial ajudou nessa estagnação.

Hoje, 15 de abril de 2020, o Espírito Santo está quebrado. Manteve a nota A na credencial para endividamento somente porque o governo do Estado conseguiu liminar para não pagar dívidas junto ao Governo Federal.

O governador Renato Casagrande (PSB) tem errado na mão ao se ajuntar a outros colegas mais poderosos, politicamente, como do Executivo de São Paulo, João Dória (PSDB); e do Rio de Janeiro, Wilson Witzel (PSC), fustigando o presidente da República, Jair Bolsonaro.

Casagrande pode levar o ES ao buraco que Albuino Azeredo e Zé Ignácio levaram e com a complacência da imprensa. Já usou todo o ativo do início do governo ( 1.5 bi de royalties ) , do acordo da união dos poços de petróleo; R$ 1 bilhão do aumento para a PM; R$ 1 bilhão da queda do barril de US$ 60 para 24.

A equação sobre a economia do Espírito Santo até 2018 estava estável. Por exemplo, em comparação com 2016, no total, o PIB do Estado em 2017 cresceu 0,5%, o que representou R$113,4 bilhões. O anúncio foi feito no final de 2019.

Com o decreto de isolamento horizontal (fecha tudo), quando medirem 2020, será o menor PIB, proporcionalmente, de toda história espiritossantense, com cerca de 400 a 500 mil desempregados. Uma tragédia social e fiscal.

O coronavírus, por incrível pareça, poderá salvar o Estado de um fechamento de caixa vexaminoso. Isso, porque o Congresso Nacional vai liberar para os Estados e Municípios R$89,6 bilhões, um sangramento no erário federal sem mexer um centavo nos Fundos Partidário e Eleitoral.

O próprio Tribunal de Contas do Estado admite ou auditou que os 78 Municípios do Espírito Santo não aguentam mais três meses sem ajuda do Governo Federal. E até esse dinheiro chegar, já se foram mais de 120 dias. O confinamento horizontal reduziu em quase 50% a receita de ICMS.

Nesse momento, é vantajoso o governador capixaba se incompatibilizar com o presidente e se aliar e alinhar-se com os democratas Rodrigo Maia (Câmara Federal) e Davi Alcolumbre (Senado), como “boias salva-vidas”.

Agora, mesmo com a generosidade do Congresso Nacional, Casagrande vai precisar de mais destreza para lidar com o colapso social e manter uma realidade fiscal quase impossível diante do nefasto quadro produzido pelo alarmismo e pânico, com a complacência da Imprensa mercantilista.

A tese é que a prioridade é a vida. A economia é secundária. Porém, seria muito mais apropriado o pragmatismo de unificar as duas áreas num só núcleo unicelular. De modo vertical. Holístico.

Politicamente, o governador não se atentou para uma realidade eleitoral: 70% dos capixabas são Bolsonaro. Como o ES vai sobreviver depois que a pandemia for embora? Por decreto, nenhum estatista vai extirpar a miséria do seu povo. A sua assessoria de qualidade questionável, exceções, atrapalha muito.

Publicado por

Jackson Rangel

Jackson Rangel Vieira, brasileiro, natural de Guaçui, Espírito Santo, com raiz em Cachoeiro de Itapemirim. Jornalista, nascido em 1963, combativo, responsável por produção de notícias e artigos. Analista político. Evangelista. Advogado, casado com Cristiane Feu Rangel Vieira. Dois filhos: Jackson Rangel Vieira Júnior e Nayara Tristão Vieira. A Bíblia é sua regra de conduta e fé.

2 comentários em “O ES, hoje, já está quebrado. Coronavírus vai salvá-lo

  1. Se 70% do Estado “é Bolsonaro” por que Manato perdeu a eleição para governador e Magno Malta para senador?

    Curtir

    1. Só ver votação de presidente na eleição de 2018. Transferência de votos é outra coisa. Ademais, o tema não é sobre eleição, mas o enfrentamento posterior entre um governador e um presidente da República.

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.