Provocado em rede social, Casteglione considera Rodrigo Coelho ingrato

casteglione3012capa
Ex-prefeito disse que não foi convidado para reunião de Rodrigo com a hastag #gratidão

Se alguém tinha dúvida sobre o rompimento político entre o ex-prefeito Carlos Casteglione (PT) e o deputado estadual Rodrigo Coelho (PDT), a rede social do WatSapp, num grupo de politica de Cachoeiro de Itapemirim se incumbiu de dissipar a suspeita.

Quando questionado porque o petista não foi na prestação de contas do parlamentar, que já foi seu secretário de Governo no primeiro mandato, respondeu laconicamente com a hastag #gratidão. Sua resposta acabou repercutindo no meio político.

De um lado ficaram os correligionários de Rodrigo Coelho, exaltando o evento. do outro, cabos eleitorais de Casteglione que trabalham a candidatura do petista para o mesmo cargo do ex-companheiro: deputado estadual e no mesmo reduto.

certo

AlÔ MP! Alô Justiça!É preciso o prefeito e assessores se entregarem na Delegacia?

Funcionário da Prefeitura de Cachoeiro de Itapemirirm desde 2009. Foi cedido para a prefeitura de Muqui-ES, Alessandro Mateus pediu exoneração em 2011, e mesmo assim continuou listado na folha de pagamento com valores exorbitantes. É assim que funciona o PT em Cachoeiro-ES, certo da impunidade.

Capa da Revista/FOLHA que circula amanhã (8)

Capa da Revista/FOLHA que circula amanhã (8)

13 Vereadores de Cachoeiro votaram contra a CPI

13 Vereadores de Cachoeiro votaram contra a CPI

Fatos determinados foram apresentados para abrir investigação contra o prefeito de Cachoeiro, Carlos Casteglione (PT)

Somente cinco vereadores votaram para abrir CPI

Vereadores recusam clamor popular para investigar prefeito do PT

somente cinco parlamentares votaram com a vontade popular