Presidente de clube do Espírito Santo é preso pela PF por tráfico de drogas

BBGmz6K
Eleito para comandar a Desportiva Ferroviária, Edney Costa foi afastado de cargo

O presidente eleito da Desportiva Ferroviária, Edney Costa, foi preso nesta quarta-feira (6) durante uma operação da Polícia Federal contra o tráfico de drogas no Espírito Santo. Ele assumiria o clube capixaba em janeiro, mas já trabalhava nos bastidores para o Capixabão 2018.

De acordo com o Globoesporte.com, Costa é portuário e pode ser um dos responsáveis pelo contêiner com 240 kg de cocaína que foi apreendido pela PF no Porto de Vila Velha. A droga estava escondida em uma carga de milho, estava avaliada em R$ 17 milhões e tinha como destino a Espanha. Além do presidente eleito da Desportiva Ferroviária, outras seis pessoas foram presas na operação. Os presos foram encaminhados para o Sistema Penitenciário Estadual.

Edney Costa foi suspenso pelo clube capixaba, que emitiu uma nota sobre o caso. Veja:

A Associação Desportiva Ferroviária informa que, diante do suposto envolvimento, no caso da operação da Polícia Federal, do presidente eleito Edney José da Costa – que tomaria posse no dia 01 de janeiro de 2018 -, a diretoria se reuniu na noite desta quarta-feira (06) e decidiu pela suspensão do mesmo nas atividades do clube, até que o caso seja esclarecido, também respeitando os direitos de defesa do presidente eleito. Uma reunião entre a diretoria e o Conselho Deliberativo do clube será convocada para discutir a questão, tomar medidas cabíveis e avaliar a possibilidade de novas eleições. O futebol profissional segue em atividade.

Quando a ” grande” Imprensa erra, as redes sociais erram mais ainda

Matéria do jornal o Globo (10) afirmando decretação de prisão preventiva do ex-prefeito Sérgio Vidigal (PDT), dirigente nacional do partido, pegou os demais veiculos de comunicaçao de surpresa e virou febre nas redes sociais que vai precisar se proteger com algum tipo de filtro contra “furos” de reportagens. Estagando a banlização.

Contudo, a Imprensa crítica e dura com os políticos corruptos sofreu um revés com a informação, segundo a Polícia Federal, com desmentido da própria PF ser tudo inverdade o envolvimento do pedetista e muito mais ainda emissão de prisão.

Sérgio Vidigal, que já chegou ser o prefeito mais bem avalido no Espírito Santo, com mais de 70% de aprovação, e está na Colômbia, ministrando palestra, foi vitimada pela “barrigada”, jargão, utilizado no jornalismo quando se comete erro crasso.

O assunto demorou horas para ser desmentido pela imprensa responsável depois de checada a história. Como ele está fora do País, não acredito em dissimulação institucioonal para garantir a sua volta em razão de possível e real prisão. Seria demais para os leitores entenderem este imbróglio e sua legitimidade.