Euclério é um legislador que se apresenta excelente executivo

Prefeito de Cariacica-ES Euclério Sampaio

O policia civil aposentado e advogado, Euclério Sampaio (DEM), foi deputado estadual por quatro mandatos e tornou-se prefeito de Cariacica nas eleições municipais de 2020, desde o início como favorito para desagrado dos céticos de plantão.

Aos 57 anos, com apenas quase 5 meses de governança, vem se destacando como Executivo na Grande Vitória por conta da sua resiliência e alto índice de resolutividade em todas áreas da atividade humana de alçada da Prefeitura. Euclério Sampaio é um ponto fora da curva no ES.

Está fazendo muito com pouco. Seu estilo independente, paradoxalmente, permite navegar entre aliados e parceiros de todas as matizes e cores partidárias. Faz questão de estar nas ruas com os servidores, do gari ao engenheiro, como se fosse um clínico geral sob a égide: “Cariacica, quem ama, cuida!”.

Como legislador, foi “truculento” no combate aos corruptos e corruptores. Destemido, cumpriu com louvor sua missão nessa fase, ingressando, agora, no âmago da gestão pública com poder de realizar e o faz com estilo singular para referenciar outros governantes neófitos espalhados pelo Espírito Santo.

Até o momento, o prefeito de Cariacica só tem feito bem para melhorar a qualidade de vida dos seu munícipes que até então só conhecer por décadas a descrença sobre uma arrumação em todos os setores. Era um povo necessitado de tudo. Agora, existe a quem recorrer e com vontade de fazer e já fazendo.

Enquanto fecha-se este artigo, Euclério Sampaio apresenta-se como um gestor irrepreensível com biografia política sem mancha.

Carlos von, um político que avança como promissora liderança no ES

Deputado Estadual Carlos Von por Guarapari

Uma das mais gratas surpresas políticas no Espírito Santo é o jovem deputado estadual Carlos Von (Avante). Parece que nasceu pronto para ser líder.

Aos 39 anos, sua postura como parlamentar assegura aos seus leitores o cumprimento na íntegra da procuração lhe conferida nas eleições de 2018: legislador e fiscalizador independente.

Com discurso altivo sobre temas polêmicos, consegue ser pedagógico e didático com estilo singular em tom linear, sem se valer de falsetes vocais para distração. Antes, imprime foco no objeto da narrativa sobre quaisquer temas.

Odiado pelo Palácio Anchieta por não vergar a espinha, Von é uma promessa para sua terra Guarapari e para o Espírito Santo. O capixaba deve prestar atenção nele como ouro em pó em meio aos corruptores e corruptos.

Em tempos estranhos e difíceis, seu mandato é de estudos sobre matérias complexas, com convicções geradas a partir de um conjunto de valores raros que o distingue como diferente entre muitos iguais.

Recomenda o manual do jornalista não opinar ou declarar elogio aos políticos, porém em toda regra há exceção. O parlamentar tem em seu favor humildade, carisma, competência e decência. Os bons devem ser exaltados.

Não importa o quanto vilipendiam esse deputado com rosto de adolescente. Tem maturidade para o enfrentamento. É cascudo. Corajoso. Humano, até além do que devia entre serpentários e células políticas cancerígenas.

Se o capixaba não incentivar e motivar com coerência os bons, os maus prosperarão com falsas narrativas e inundadas de engodo. Carlos Von não está sozinho nas batalhas mais duras em curso. Existe uma virtuosa multidão capixaba ao seu lado.

Os capixabas lutarão com ele a luta em favor de todos homens, mulheres e jovens de bem de todas as cores, gêneros e níveis da pirâmide social.

Elogios sempre parecem piegas, contudo o reconhecimento é uma âncora necessária ao bem da sociedade. Carlos Von, continue nessa entoada com fé e esperança. Deus está contigo e ninguém pode te impedir, pode acreditar.

EDP não tem consideração com comunidade e nem as autoridades

Uma pequena e tradicional comunidade de Cachoeiro de Itapemirim-ES, conhecida como Itabira, onde fica o maior ícone natural e cartão postal do Município, a empresa EDP, distribuidora de energia elétrica na cidade, deixa regularmente horas e horas as residências locais no escuro. O prejuízo causado é imensurável.

A EDP Espírito Santo, anteriormente conhecida como Espírito Santo Centrais Elétricas S/A é uma empresa brasileira de distribuição de energia elétrica que opera no estado do Espírito Santo. A comunidade do Itabira, de 148 famílias, está em agonia constante. Os moradores ficam, às vezes, perto de 24 horas sem energia. A empresa negligencia.

Por ser uma comunidade pequena, de algumas dezenas de casas, nenhum autoridade assume a causa de defendê-la como se estivesse dissociada do Município. Nenhum vereador pisa no local para ouvir a comunidade e muito menos o prefeito, quando mais o governador, todos encastelados e com a energia custeada pelos contribuintes. Uma vergonha!

A EDP tem responsabilidade direta e deveria indenizar aquela sociedade que chega ao absurdo de viver como na idade da pedra, num trocadilho com o Pico do Itabira (significado na língua Tupi: Pedra que Brilha, onde viveram os índios Puris. A parte superior de moradia é a que mais sofre.

Só consumindo muita vela para que haja luz no Itabira, local turístico da cidade

deputado lista 10 motivos para investigar corrupção no detran

Veja o vídeo institucional do deputado estadual Carlos Von (Avante). Cabra macho no Poder Legislativo do Espírito Santo.

Casagrande tem horror a jornalista que questiona seu espírito público

Recordar é viver. No primeiro mandato do governador Renato Casagrande (PSB), em 2013, o comandante chefe dos capixabas processou este jornalista porque se sentiu ofendido pela notícia do financiamento ou da contribuição da Rodosol – esta até hoje contestada, cobradora de pedágio – na sua campanha vitoriosa.

Agora processa por causa da empresa chinesa DAHUA

Sensível a críticas e questionamentos, apelidado de Centroavante da Odebrecht, esforça-se em vão em aparentar um clérigo para seus correligionários, estando longe disso, apesar de ter enganado por bastante tempo, logo após, este pobre escriba, convencido de que seria o melhor para o Espírito Santo. Decepcionante!

Sem nenhuma surpresa após emitir nota oficial do Governo do ES ofendendo o jornalista e a FOLHA DO ES, tudo para encobrir os interesses comerciais de uma empresa suspeita, em investigação, torna a processar o editor do portal por motivação análoga, defender o poder econômico privado ligado à sua governança.

O anseio explícito do governador é calar o jornalista de 40 anos de atividade profissional e fechar o jornal com 35 anos de existência, desde daquela época. Se o comunismo estivesse em vigor no Brasil, Casagrande só teria um meio de obter êxito na empreitada: prender e mandar o jornalista para o paredão de fuzilamento, a exemplo do que faz a China.

Todo essa agonia do Chefe do Executivo Estadual advém do pen drive da empresa chinesa DAHUA, cujo conteúdo merece uma CPI do Legislativo, uma Casa muita tímida nessa seara. O governador e seus cardeais fogem do pen drive como o conde drácula foge da cruz. O conteúdo do pen drive é um tipo “se correr o bicho pega. Se ficar, o bicho come. E nem se orar o bicho some”.