“A máfia do guincho quer voltar com permissão do Detran”, Enivaldo dos Anjos


enivaldo
Deputado Enivaldo dos Anjos denuncia volta da “Máfia do Guincho” pelo Detran

O deputado estadual Enivaldo dos Anjos (PSD) manifestou nesta sexta-feira (12) indignação com o anúncio do Detran de que, a partir da próxima segunda-feira (15), os guinchos voltarão a atuar no Estado, rebocando e levando carros para pátios do órgão e também arrendados. Para Enivaldo, só há uma resposta para isso: “É a máfia do guincho que quer voltar a agir, agora, com a permissão do Detran”.

O parlamentar, que preside na Assembleia Legislativa a Comissão Parlamentar de Inquérito denominada “CPI da Máfia do Guincho”, salientou, entretanto, que, assim que voltarem do recesso, os deputados do colegiado se reunirão para enfrentar a situação.
“Posso garantir ao povo capixaba que não daremos descanso a essa gente.

Eles se aproveitaram do fato de o Legislativo estar em recesso para criar essa situação. O Detran está conivente com uma organização criminosa e se colocando contra o povo capixaba, mas formaremos trincheira na Assembleia. Se é guerra o que eles querem, é guerra o que vão ter, porque eu combato o bom combate”, disse Enivaldo.

O parlamentar lembrou que, antes da constituição da CPI da Máfia do Guincho, havia um conluio entre donos de guinchos, de pátios e agentes públicos para explorar o capixaba: “Com a atuação da CPI, demonstramos para a sociedade que havia uma quadrilha por trás disso tudo e conseguimos desarticulá-la, mas eis que, agora, eles estão de volta. A máfia não dorme, mas pode estar certa de que nem eu e nem os demais deputados da CPI também não dormimos. Estamos sempre vigilante”.

Enivaldo assegurou que nos primeiros dias de fevereiro vai convocar o diretor de Habilitação e Veículos do Detran, José Eduardo de Souza Oliveira, para comparecer à CPI, e que, se preciso for, sairá em diligência com os demais membros da Comissão para “enfrentar essa máfia nas ruas”.

Do ponto de vista político, o deputado, que faz parte da base do Governo na Assembleia Legislativa, disse que “essa atitude do Detran pode causar dificuldades para o Governo no parlamento neste ano de eleição” e acrescentou estranhar a atitude da autarquia justamente na semana em que o Diário do Judiciário publicou a sentença condenatória contra oficiais da Polícia Militar e a Associação dos Servidores Policiais Militares do Batalhão de Polícia de Trânsito (Assetran).

“Passaram-se dois anos e sete meses desde que o juiz de primeiro grau (Jorge Henrique Vale dos Santos, hoje desembargador) prolatou a sentença condenatória, e somente agora o Diário do Judiciário publicou a decisão. Nela, quatro coronéis são condenados, sendo que para dois deles a sentença prevê a expulsão dos quadros da Polícia Militar. É estranho, e espero que o governador veja isso, que o Detran afronte a Justiça dando espaço para uma organização criminosa agir no Estado”, finalizou Enivaldo.

Publicado por

Jackson Rangel

Jackson Rangel Vieira, brasileiro, natural de Guaçui, Espírito Santo, com raiz em Cachoeiro de Itapemirim. Jornalista, nascido em 1963, combativo, responsável por produção de notícias e artigos. Analista político. Evangelista. Advogado, casado com Cristiane Feu Rangel Vieira. Dois filhos: Jackson Rangel Vieira Júnior e Nayara Tristão Vieira. A Bíblia é sua regra de conduta e fé.

Um comentário em ““A máfia do guincho quer voltar com permissão do Detran”, Enivaldo dos Anjos

  1. O Detran-ES vai desobedecer a súmula do STF que proibe guinchar veiculos com documentos vencidos? O meu não vão levar… estou desempregado por culpa deles.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.